Gerenciamento de resíduos sólidos em municípios pode ganhar reforço

Ete com energia solar em Mogi Mirim
Brasil ganha primeira ETE com energia solar
29 de julho de 2019
Brasil retrocede em tratamento de esgoto municipal, mas iniciativa privada segue na mira
29 de julho de 2019
novos recursos para gerenciamento de resíduos sólidos em municípios

Foto: Marcos Oliveira/Agencia Senado

O gerenciamento de resíduos sólidos pode ter mais recursos assegurados. O Projeto de lei (PL 2920/2019), de autoria do senador Vanderlan Cardoso (PP-GO), já foi aprovado pela Comissão de Meio Ambiente (CMA) e agora tramita na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O texto, que muda a Lei 7.797, de 1989, regulamenta o Fundo Nacional de Meio Ambiente (FNMA).

O relator da proposta na CMA, senador Styvenson Valentim (Podemos-RN), apresentou substitutivo. Agora, a proposta especifica que os recursos do FNMA deverão ser utilizados para satisfazer as obrigações ambientais do DF e dos municípios, em especial as determinações da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Na avaliação do relator, a ideia original da divisão de 20% do FNMA entre as cidades poderia resultar em repasse financeiro irrisório para cada uma. Por isso, Styvenson tratou de dar maior flexibilidade à aplicação da verba e tornar prioritária a aplicação desse dinheiro na área de serviço público de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos.

Fonte: Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *